Sobre ser feliz e minha missao Rachel Newman

 

Andei pensando sobre o balanço do mês de Julho e queria te contar um pouquinho sobre como o compromisso é capaz de transformar nossa vida.

⇒ Vídeos Todos os Dias em Julho

No mês passado fiz o que chamei de Vídeos Todos os Dias em Julho, que foi meu compromisso de postar um vídeo de valor naquele mês diariamente, não importa o que acontecesse. O processo foi maravilhoso para mim.

Uma primeira dica importante que gostaria de compartilhar com você é: quando algo parecer difícil, faça mais daquilo. Essa é a sacada, esse é o “x” da questão. Dizem que “a prática leva à perfeição”, e essa é uma verdade. Ninguém, eu disse NINGUÉM começa no topo. Todo o mundo foi amador, todo o mundo foi iniciante, todo o mundo. A diferença entre quem é um, digamos, sucesso e quem não vingou, é que o primeiro resolveu não desistir tão facilmente. Desafios sempre existirão, e a questão a ser respondida é: Por que faço o que faço? Qual a minha motivação? Nas horas em que parecer muito pesado, muito difícil, é isso que vai te dar o fôlego necessário para continuar – ou é o que te mostrará que o que você está fazendo não vale a pena.

A prática leva à perfeição e você, eventualmente, alcançará a excelência, desde que não desista.

Como compartilhei com vocês, em Julho resolvi iniciar o curso que nos forma como Life Coach na metodologia de Tony Robbins, um grande mentor meu. Esse curso é desafiador, é pesado, tanto em conteúdo quanto emocionalmente falando. Uma verdadeira lição de vida. A maravilha é ver como já emprego em meu trabalho muito do que ele emprega. Assim funcionam as Egrégoras: fazemos coisas parecidas sem nem saber.

Mas para que tanta dedicação a servir cada vez mais melhor, a auxiliar cada vez mais pessoas de um modo realmente eficaz?

Bem, cada um tem seu motivo, quanto a isso não restam duvidas. Meu motivo, minha motivação é que eu acredito piamente que todos têm o direito inalienável de ser feliz e viver a vida dos seus sonhos. Eu tenho certeza absoluta disso. E essa certeza vem da ideia de que, se eu consegui e consigo, outras pessoas também podem conseguir. E tenho certeza de que manifestar essa realidade só depende de cada um. Não há coerção na espiritualidade, não há coerção no que se refere à felicidade. Ninguém pode virar e impor ao outro: “Ei! Você vai se dedicar a ter uma vida espiritual! Você vai se dedicar a entender o sentido da vida de acordo com seus termos e você vai ser feliz!!! Não quero nem saber, você vai ser feliz!” Isso não existe.

Mas o poder do compromisso, a decisão, ah essa existe e ela surge dentro de cada um. O que faço é me dedicar a ser canal de Luz para quem deseja esse caminho para si. O que faço é me dedicar a ajudar as pessoas que querem minha ajuda para passarem por esse processo.

⇒ O momento do basta                               

Sim, há um momento do basta… Quando a pessoa fala “Chega! Não dá mais!” E nesse momento ela entende que as coisas não estão OK, que elas devem mudar e, mais que isso: quem elas podem ser mais e melhor. Depois do momento do basta, há um tempo de processo até que se chegue no momento-chave, quando a transformação realmente começa a acontecer. 

Neste vídeo falo com vocês sobre a prática que faz algo se tornar “fácil” e sobre minha dedicação a mentorar cada vez mais pessoas nesse processo de manifestarem a vida dos seus sonhos.

Espero que esse vídeo te toque tanto quanto me tocou faze-lo.

Com Amor,

 

Rachel Newman